Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos da Mel

11
Jun20

O que este vírus me tira!

Mel

abraço.jpgImagem retirada desta página

Já vos tinha dito por aqui, que não iria falar deste vírus. Penso que já todos estamos fartos de ouvir falar dele em todas as notícias, todos os dias.

 

Mas não podia deixar de vos dizer o impacto que isto está a ter na minha vida e na minha rotina.

 

Para começar, estou a trabalhar em casa desde o início de Março. Confesso que me surpreendeu pela positiva. Estou a adorar. Além disso, usava todos os dias os transportes públicos, metro e comboio. Como devem imaginar, estava completamente apavorada só de pensar em usá-los.

 

De qualquer das formas, no meio disto tudo sabem do que eu sinto realmente falta?

 

Dos abraços calorosos das pessoas que eu amo!

Desde pequena que sou uma pessoa de afetos. Se calhar, porque a minha mãe sempre andou (e anda) sempre de volta de mim e da minha mana a dar-nos muitos beijinhos e miminhos.

 

Se calhar porque não cresci na era da tecnologia, e fui habituada a demonstrar os meus sentimentos através das minhas ações e gestos.

 

Quando vejo um amigo, eu vou dar-lhe um abraço. Sempre! É a minha forma de demonstrar o quanto gosto dele e quantas saudades tive de estar com ele. 

 

Sou assim e serei sempre. Mas este vírus teve de mudar isso em mim. Pelo menos, temporariamente!

 

Custa-me ...

... não encher os meus pais de beijos!

... não abraçar os meus!

... estar de máscara e não ver as expressões das pessoas!

... ter de estar longe, mas perto para poder cuidar!

... não dar todos os carinhos que tenho para dar!

... não poder receber os miminhos das minhas pessoas!

... ter de me habituar a esta nova realidade!

 

Nem sei que vos diga. Inevitavelmente, isto vai ter consequências em mim. Mas, jamais, me irei tornar uma pessoa sem afetos.

 

Posso ter de andar de máscara, de luvas, de viseira, de fato protetor. Mas, garanto-vos que vou querer continuar a ser aquela menina que abraça todos aqueles que ama! Isso, este vírus não vai tirar. Garanto-vos!

 

Não vejo a hora de ter a mesa cheia e estarmos todos "uns em cima dos outros". Uma mesa cheia é sinónimo de felicidade e de riqueza!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D